Viewing entries in
O Instituto

Notícias do projeto “Fazendo História em Brasília”, em desenvolvimento com apoio do Ministério da Cidadania

Notícias do projeto “Fazendo História em Brasília”, em desenvolvimento com apoio do Ministério da Cidadania

Nos dias 26 e 27 de junho, foi realizado o 1º seminário para profissionais dos serviços de acolhimento selecionados. Esta ação ocorreu no Hotel Manhattan, em Brasília, e teve como objetivos: apresentar os princípios que norteiam todas as linhas de atuação do Instituto Fazendo História através de uma contextualização histórica do funcionamento dos serviços de acolhimento no Brasil; apresentar os objetivos do trabalho com histórias de vida; e formar profissionais como mediadores de leitura.

Quando o adolescente entra em conflito com a lei

Quando o adolescente entra em conflito com a lei

Basta abrir o jornal e não faltam notícias em que os personagens são “menores” que cometem “crimes”. Mas o que pouca gente percebe é que esses registros escondem outro problema: termos que deveriam ser usados apenas para adultos se tornaram corriqueiros para falar de adolescentes…

ONGs internacionais lançam relatório sobre o cenário dos direitos das crianças no Brasil

ONGs internacionais lançam relatório sobre o cenário dos direitos das crianças no Brasil

Em Julho de 2017, a ChildFund Aliança, Save the Children International, Plan Internacional, SOS Aldeias Infantis Internacional, Federação Internacional de Terre des Hommes e Visão Mundial Internacional realizaram o seminário “Joining forces to accelerate the implementation of the Sustainable Development Goals (SDGs) for children”. Nesse encontro foi definida uma estratégia de intervenção para garantir que a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) impulsione uma mudança na realização dos direitos das crianças.

Reflexões sobre a rotina dos serviços de acolhimento: "Trabalho com famílias"

Reflexões sobre a rotina dos serviços de acolhimento: "Trabalho com famílias"

O Instituto Fazendo História publica periodicamente situações cotidianas dos serviços de acolhimento, para estimular reflexões e a construção de estratégias a partir de critérios técnicos e não pessoais.

As situações apresentadas fazem parte do kit de Formação “Vamos abrir a roda”  e abrangem diferentes temáticas: adolescência, bebês, agressividade e limites, histórias de vida, ritos de passagem, entre outras.

Para pensar! O tema das duas situações de hoje é: Trabalho com famílias

Reflexões sobre a rotina dos serviços de acolhimento: “Sexualidade/ Adolescência”

Reflexões sobre a rotina dos serviços de acolhimento: “Sexualidade/ Adolescência”

O Instituto Fazendo História publica periodicamente situações cotidianas dos serviços de acolhimento, para estimular reflexões e a construção de estratégias a partir de critérios técnicos e não pessoais.

As situações apresentadas fazem parte do kit de Formação “Vamos abrir a roda”  e abrangem diferentes temáticas: adolescência, bebês, agressividade e limites, histórias de vida, ritos de passagem, entre outras.

Para pensar! O tema das duas situações de hoje é: Sexualidade/ Adolescência

'O olhar das crianças': projeto de escuta e exposição reúne fotos e interações de crianças e seus espaços

'O olhar das crianças': projeto de escuta e exposição reúne fotos e interações de crianças e seus espaços

O Instituto Fazendo História em parceria com a Rede de Conhecimento Social registrou fotos e interações que refletem o olhar de crianças sobre a cidade e os espaços nos quais circulam.

O trabalho foi realizado durante a elaboração do Plano Municipal da Primeira Infância da cidade, realizado pela Prefeitura municipal em parceria com diversas instituições da sociedade civil que fazem parte da Rede Nossa São Paulo.

“Doar sem doer”

“Doar sem doer”

Quer fazer história conosco? É simples, até do dia 30/04, você pode destinar 3% do seu Imposto de renda devido para nossos projetos incentivados, apoiando crianças e adolescentes acolhidos.

Para doar, é necessário fazer o depósito identificado com nome e CPF na conta abaixo da Associação Fazendo História:

·         CNPJ: 07.325.044/0001-30

·         Banco: 001 – Banco do Brasil

·         Agência: 4328-1

·         Conta corrente: 3157-7

·         Finalidade: Lei Rouanet- doação.

·         Projeto: Fazendo Minha História Brasília

 Ao final, envie o comprovante de depósito com seus dados (nome, CPF, endereço) para daniela@fazendohistoria.org.br que encaminharemos o Recibo de Mecenato necessário para sua declaração de IR.  

**Se preferir, entre em contato com a Daniela (daniela@fazendohistoria.org.br ou 11 3021 9889) e ela te apoia nesse processo, te dando ainda mais segurança!**

Manifesto em defesa do  Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda)

Manifesto em defesa do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda)

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA é órgão deliberativo e de controle social das políticas de promoção, proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente no Brasil, na forma da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, criado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (Lei 8.069 de 1990) e instituído pela Lei 8.242 de 1990.

Instituto Fazendo História é eleito a Melhor ONG da Região Sudeste

Instituto Fazendo História é eleito a Melhor ONG da Região Sudeste

Foi sem dúvida um ano de importantes conquistas para o Instituto Fazendo História. Essas conquistas são reflexo de um trabalho sério, comprometido e, principalmente, com foco em melhorar a experiência de acolhimento de 40.000 crianças e adolescentes em todo o Brasil…

Seja um Fazedor de Histórias!

Seja um Fazedor de Histórias!

Atualmente 100 pessoas apoiam o Instituto mensalmente e são fazedoras de história. Atitudes como essas ajudam a manter o trabalho junto às crianças e adolescentes. Qual diferença você quer fazer no mundo? 

Instituto Fazendo História celebra o Dia Nacional da Adoção

Instituto Fazendo História celebra o Dia Nacional da Adoção

O Instituto Fazendo História contribui para que crianças e adolescentes acolhidos elaborem e compreendam os fatores que levaram a esta medida de proteção e se fortaleçam para o retorno à convivência familiar ou para uma adoção…